quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Aprendendo a ser só

Buscando
Do lado de fora
Alguem.
Não sei quem.
Estou só
Deus, estou só!
Não posso acreditar.
Preciso aprender
Solitaria
Minhas noites
Não são mais as mesmas.
Costumes terriveis.
Acordada, maldita insonia.
Aprendendo,
Costume.
Nada como um dia após o outro
Sozinha.
Cama.
Solidão.
Dor.
Amargura.


(Márcia Mascarenhas)

Nenhum comentário: