segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

confidente.

Vou te contar um segredo
Sonhar, não vale de nada.
A realidade crua
Elimina a felicidade criada.
Vou te contar...me ouça:
Sou pequena meretriz,
Em busca de deslimites,
Na busca de ser feliz.
Vou te contar um segredo
Não deixe de me ouvir,
Busquei encantos, detalhes
Busquei meios de sorrir.
Mas não esqueça de guardar,
no fundo de sua alma,
A realidade é cruel.
Vê se aprende e acalma.

4 comentários:

deia.s disse...

"Vê se aprende e acalma."
Ando precisando aprender e acalmar.

amar-go.blogspot.com

Joselito de Souza Bertoglio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joselito de Souza Bertoglio disse...

Muito show o teu blog, e esta poesia então, com certeza voltarei mais vezes, e se desejar da uma passadinha no meu, me sentiria honrado com a sua visita http://joselito-expressoesdaalma.blogspot.com se gostar segue lá

Bruno Gaspari disse...

Criativo e cheio de ritmo
esse teu poema, gostei
do estilo, parabéns!

Abraço