segunda-feira, 29 de setembro de 2008

5° Festeatro é encerrado com sucesso em Ilhéus
Depois de quatro dias de espetáculos teatrais, oficinas e música de bandas alternativas, o 5º Festeatro chegou ao fim. A mostra não-competitiva reuniu grupos de Ilhéus, Itabuna, Camaçari e Salvador, que se apresentaram no Teatro Municipal e em praça pública. Organizado pelo Teatro Popular de Ilhéus, o evento chegou ao fim na noite dessa quinta-feira (25).
O 5º Festeatro contou com uma programação variada, com dramas, comédias, infanto-juvenis e fantoches. Além disso, na noite de estréia, houve a inauguração informal da Praça Mattos, em frente ao Teatro Municipal. Esta foi uma homenagem do Teatro Popular de Ilhéus ao ator e diretor que contribuiu para o desenvolvimento e valorização das artes e cultura ilheenses.
No último dia do Festeatro, às 15 horas, o público se encantou e fez uma viagem ao universo infantil com “Os Prequetés”, da Cabriola Cia. de Teatro. Já às 18 horas, o Grupo Mensageiro da Arte encenou o espetáculo de rua “Um dia de Cabra”. E, fechando a mostra, o Teatro Popular de Ilhéus fez o público rir muito com “Pega pa Capá”, às 19h30min.
O 5º Festeatro ofereceu ainda oficinas gratuitas para os integrantes dos grupos e também ao público em geral. Foram cursos de Iluminação, com Paulo Rosário; Elaboração de Projetos, ministrada por Pawlo Cidade; Preparação Vocal, com Antônio Melo e Butô – mídia primitiva do corpo, que é uma combinação de dança e teatro, com Silvestre Guedes.
Após o último espetáculo de cada noite, entre terça e quinta-feira, o público do 5º Festeatro foi convidado a prestigiar a Mostra Paralela de Música, na Barrakítika. Com bandas alternativas da cidade, que estão fora do circuito comercial, a iniciativa contou com o blues e o rock de “Dr. Imbira”, o rap e o hip hop de “OQuadro”, e os ritmos do nordeste, mesclados com clássicos da MPB, interpretados pelo grupo “Improviso Nordestino”.
Patrocinado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), a quinta edição do Festeatro contou ainda com o apoio da Fundação Cultural de Ilhéus (Fundaci). Segundo o diretor do Teatro Popular de Ilhéus, Romualdo Lisboa, “após 12 anos sem a realização do evento, a experiência foi positiva, pois os grupos puderam trocar experiências de como fazer teatro de grupo. O público também ganhou bastante, já que pôde assistir a espetáculos variados a preços populares ou gratuitos”.
Dos 12 espetáculos apresentados durante o 5º Festeatro, oito foram de grupos selecionados, que se inscreveram para participar da mostra não-competitiva. Cada um recebeu cachê de R$ 500,00 mais ajuda de custo para alimentação e hospedagem. “Além de agitar a vida cultural de Ilhéus, o evento ainda contribuiu para movimentar o comércio local”, afirmou Romualdo.

Nenhum comentário: