sábado, 5 de setembro de 2009

Acorda para morte moça!

Acorda para morte moça
Pois hoje em nada mais se espera,
Esperar em quem,
Naqueles que querem o bem?
Esperar de quem
Quem julga o amanhã
Não sou eu, não há de ser ninguém
Então acorda pra morte moça
O destino lhe espera
De braços dados na sua janela
Esperando o dia nascer
E em seus braços desfalecer
E entregar o que de direito te pertence
No dia em que toda a vida
Vira obra circense.
No caminho dos ilusionistas
Encontrei o perna de pau
Cantando Hinos de Natal
Pra celebrar a sua morte
Levante e tome aquele gole
de cólera do homem réu
Que julgado a fazer um papel
de figurante de uma vida inútil
Se fazendo daquilo que é fútil
E se matando, em nome de uma lei
Que nem eu mesmo sei
De onde ela veio e pra onde vai levar
Seu túmulo, seu altar,
Sua coroa, ou seu colar!
Acorda, então para a morte moça!
Mah Jah Jah
Bjsmeliga :D

2 comentários:

Poliana disse...

Adoreiiiiiiiii xuxu, sublime, perfeito, mistura de trágico e cômico, como sempre uma reliquia mahjaheana, meus muitos parabéns, poderia ficar aki horas tecendo elogios ao seu eu lírico, mas que importa o eu lirico alheio saber, o que importa é que te gosto e se quem tem que saber é vc!!!!
Continue assim inflamando nossas almas de sensibilidade...
bjuxxx

Poliana disse...

Adoreiiiiiiiii xuxu, sublime, perfeito, mistura de trágico e cômico, como sempre uma reliquia mahjaheana, meus muitos parabéns, poderia ficar aki horas tecendo elogios ao seu eu lírico, mas que importa o eu lirico alheio saber, o que importa é que te gosto e se quem tem que saber é vc!!!!
Continue assim inflamando nossas almas de sensibilidade...
bjuxxx